segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Dádivas de ser pobre...


Moro em uma cidade e estudo em outra, todo dia encaro 1 hora e meia de viagem de ônibus e outra de volta. Não sou a única que faço isso, e tem gente que ainda trabalha! Mas a questão não é essa...
Hoje quase chegando na cidade que estudo, começou a chover. Uma chuva fina, calma, um pouco mais que um sereno. Quando chegou no centro da cidade é que começou a descer água mesmo, um pouco menos que uma tempestade! Chuva com vento e tal.
Na hora de descer no meu ponto, a chuva continuava feia! Esqueci a sombrinha que [quase] sempre levo, e tava com meu all star com sistema de ventilação (sim, um enorme furo no calcanhar!). Ainda bem que tinha uma conhecida com boas intenções e uma sombrinha – que protegeu [quase] toda a região superior do meu corpo!
E para sair do ponto? As ruas estavam com poças com uns 10 cm de água. Não é muito, mas quando se está com um all star com a ventilação isso é muito!
Conseguimos passar pela primeira fase! Mas percebemos que o vento, em várias direções, e as poças não iam ajudar muito, e claro que havia o risco das pessoas mais afortunadas (com carro) passassem e nos molhassem. Decidimos eu, a alma boa com sombrinha e uma outra companheira de aventuras que era melhor esperar um pouco, era cedo para aula mesmo!
E claro que na espera, demos boas gargalhadas! Rumo a faculdade novamente, com mais gargalhadas! Chegando na sala, mais gargalhada e uma prova ‘suave’ de Teoria da Comunicação, que tentei adiar declarando calamidade pública e roupas [e all stars] molhadas [os]!
Meu moletom ficou encharcado, meu pé nem se fala, meu jeans parecia manchado do joelho para baixo (E como jeans pesa!). Os óculos tirei para parar de ouvir o ‘crássico’: “Não tem pára-brisa, não?”. Nem pára-chuva, querido! Infelizmente.
E o que ser pobre tem a ver com tudo isso?
Simples! Se eu fosse rica não andaria de ônibus, nunca tomaria chuva, logo não emprestaria sombrinha! E me digam, como é que eu ia dar risada dessas coisas? Onde que ficariam as [des]aventuras da vida?
Ah, e se eu fosse rica não teria um all star furado que se encheria de água e me deixaria sentindo Jesus Cristo, andando sobre águas! Fazia splish splash a cada passo...
E o principal, não teria esse post...

OBS: Também não teria essa cólica que está começando agora!

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Eis eu aqui!

...digerindo a aprendizagem...


Mais uma vez depois de muito tempo, volto eu!

Estou de volta a casa de meus pais...(ou seria ainda minha casa? Já não sei...)
Triste, sim...com saudades da minha casa e do meu amor (Mas a gente se vira, né, vida?). Mas apesar dos pesares não acho que voltei a estaca zero, acho que fui e dei minha cara a tapa, e levei muito (alguns até literalmente!). Agora volto para cá para digerir esse ano todo de coisas novas, para ver se consigo fazer aquela coisa que chamam, como é mesmo? Crescer!
Foi tudo uma aprendizagem, e vou tentar usar essa lição da melhor maneira possível. E quem dá próxima vez eu saio daqui com experiência além da coragem, e ai sim, eu vou para ficar!

Acho que é isso, por enquanto! Agora vou mudar a cara do blog, para mais essa nova fase (essa mais de transição)...e parar de falar (muito) de mim por aqui!

Começando pela citação:

Antiga: "A diferença entre o veneno e o remédio é a dose" (Dito Popular)
Nova: "Em relação a nós próprios devemos ser 'insaciáveis na aprendizagem' e em relação aos outros, 'insaciáveis no ensino'." (Mao Tse Tung)

Sempre aprendendo e tentando ensinar!