quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Declarando aos quatro ventos e aos sete mares...

Como eu disse no outro post uso essa data para refletir sobre o ano, sobre o que passou, sobre o que aconteceu. Teve uma certa pessoa que já apareceu faz um tempo (2005, para ser mais precisa) e que cada vez mais eu tenho certeza que é o que quero, mesmo que certas vezes minha cabeça fique confusa sobre isso. Então, como não tenho grana para o merecido presente, fica uma homenagem, uma singela e simples declaração para aquele que tantas vezes me ajudou, que tantas outra me agüentou...

Vamos ao que interessa:

E lá se vai mais um ano ao lado dessa pessoa que eu tanto amo. Que tanto pega no meu pé, muitas vezes me irrita, mas que acima de tudo, me cativa e me faz sorrir. Alex, eu te amo muito, apesar das brigas, das minhas próprias complicações nunca se esqueça disso! E que 2008 seja tão maravilhoso para gente como 2007, e que cada vez mais aprendamos a conviver, a respeitar nossas diferenças e, que cresçamos juntos. Que sigamos juntos nos caminhos que escolhemos sempre! E que 2008 nos traga ainda mais amor, carinho, companheirismo, confiança e paixão! Te amo, meu anjo!
Que esse ano que se aproxima traga mais conquistas para nós, como casal, como profissionais, como amigos, como amantes!
Você sabe que eu te amo, sabe o quanto torço por você (afinal, quero uma marido rico huauha), e eu sei que cada vez mais festas aparecerão, que a Batida Zero se tornará uma empresa conhecida e reconhecida, e que você vai tocar em Ibiza (Não em 2008, não se anime! rs).
Vida, eu te amo! Te amo demais e não sei mais como te mostrar isso aqui! Então, beijos e feliz 2008 para nós!

"As palavras são concretas demais para definir o abstrato amor!"

sábado, 22 de dezembro de 2007

“O tempo não pára...”

Não mesmo, Cazuza! Não só não pára como passa a cada ano mais rápido! Parece que foi mês passado que eu estava chorando no Ano Novo, mas já faz quase 12 meses!
Será que quanto mais velha eu fico mais rápido o tempo passa? Se for daqui uns 5 anos o ano vai passar como um dia... Já não basta a vida ser curta, tem que ser também rápida?
Bom, não é hora de discutir com a vida, mas de conversar com ela...parar, sentar e refletir sobre o que passou, sobre o que virá. Corrigir os erros, continuar com os acertos, mudar o que não se gosta. Não vou definir metas (não as cumpriria mesmo), só vou pensar em tudo que foi, mais uma vez digerir o aprendizado...que esse ano foi muito.
Muita coisa mudou, muito está mudando, eu mudei, as pessoas mudaram, sumiram, eu sumi. Acho que esse foi o primeiro ano de uma vida de verdade. Bom, eu quero é mais!
Vou aproveitar esse final de ano para por de lado o relógio, esquecer as horas e, simplesmente, VIVER!



Citando [e adaptando] um ator que não lembro o nome:

“Para você que está bem que o Natal seja muito feliz e o que 2008 continue trazendo coisas boas! Para você que está mal, passando por uma fase difícil, lembre-se que essa época é um recomeço, hora de terminar o ano e também o que não foi bom e começar tudo de novo. Que 2008 traga coisas novas e muita felicidade!”



E um texto que na passagem de 2005/ 2006 já postei em outro blog meu, mas continua sendo um texto mais que perfeito!


Ano Novo - não sei o nome original

Carlos Drummond de Andrade

Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança,
fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano
se cansar e entregar os pontos.

Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez,
com outro número e outra vontade de acreditar
que daqui pra diante vai ser diferente.

Para você,
Desejo o sonho realizado.
O amor esperado.
A esperança renovada.

Para você,
Desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir.

Para você neste novo ano,
Desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
Que sua família esteja mais unida,
Que sua vida seja mais bem vivida.

Gostaria de lhe desejar tantas coisas...
Mas nada seria suficiente...

Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.
Desejos grandes... e que eles possam te mover a cada minuto,
ao rumo da sua FELICIDADE !!! ?





Faço das palavras de Drummond as minhas (quem me dera fossem!) e esses são meus desejos para todos os que aqui passarem – e que não passarem também!!
E lá vou eu agora: fazer unha, depilação, sobrancelha e essas coisas de mulherzinha!

Beijos e até o ano que vem!

PS: Desculpem o post mal escrito!

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Liberte-se! Pense...

Hoje vim com essa frase da cabeça no ônibus de volta para casa.
Quantas vezes você já se sentiu preso por uma maneira de pensar, por um conceito tão firmemente formado em sua cabeça que não conseguia ver outras possibilidades, não havia nem mesmo uma cogitação de outras hipóteses. Muitas vezes? Algumas? Sempre?
Nesse momento poderia dizer para você mesmo se tem algum conceito assim ai? Seja um conceito religioso, político, social, pessoal...qualquer tipo de conceito. Eu sempre topo com esses tipos de conceitos em mim, só percebo quando paro e penso:

“Calma, quem foi que disse que é assim? Por que é assim? Desde quando? Por que nunca pensei de outra maneira?”.

Acho que o mais recente foi sobre magia, conversando com uma amiga sobre a representação dos quatro elementos, ela me perguntou:

“Por que o sal é Terra, ele não vem da água?”.

Então, essa que vos fala, parou, pensou e disse

"Putz, é mesmo! Por que?”.

Corri então para o Deus Supremo da Informação: Google. Descobri que é assim porque a terra é feita basicamente de sais minerais. Simples, não? E eu não sabia, mas sempre disse que o sal representava a Terra.
Fico aqui pensando, quantas coisas perdemos de saber por comodidade, pelo costume de aceitar tudo pronto, por, até mesmo por achar, inconscientemente, que está certo e pronto. Imagine, quantos conceitos errados estão impregnados em nós por esses mesmos motivos! Para mim é, de certa forma, assustador isso. Sinto-me estúpida, como um cavalo que só vê o que está à frente, uma linha reta sem sentido! Eu quero mais, quero a panorâmica! E você? Enxerga todo o quadro?!

------------------------------------------------------------

Só hoje descobri que o Blogger não tem resposta ao comentário (se tem não achei!) - Alguém sabe como posso mudar isso? Só com o Haloscan msm?
Por isso vou responder ao comentários aqui, no post mesmo!

Batida Zero (Alex!): É isso mesmo, vida. 'Neném' e tantas outras palavras que não sabemos o significado real! - Para quem não sabe 'neném' é 'sujo' em tupi-guarani...uhum, isso mesmo, quando você chamava aquela coisinha fofo de neném, estava na verdade, chamando de sujo!

Gioconda: São mágicos mesmo, incomodam um pouco, mas o saber liberta! rs Bjs

*Lusinha*: Acho que abrir a cabeça sempre ajuda, em todas as situações, mas nem sempre é fácil! Bjs

Vitória Hellsing: O problema é quando não percebemos que estamos acomodados!

Carol_0205: Verdade! Saber parece um vício! E cada detalhe novo é uma dose a mais, que nos obriga a sempre querer mais, saber mais! Depois que se está nisso, mesmo que se queira, é difícil, se não impossível, ignorar! Bjos

Tathiana: Se você tem consciência disso é porque já está livre para pensar rsrs!! Bjos!