quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Declarando aos quatro ventos e aos sete mares...

Como eu disse no outro post uso essa data para refletir sobre o ano, sobre o que passou, sobre o que aconteceu. Teve uma certa pessoa que já apareceu faz um tempo (2005, para ser mais precisa) e que cada vez mais eu tenho certeza que é o que quero, mesmo que certas vezes minha cabeça fique confusa sobre isso. Então, como não tenho grana para o merecido presente, fica uma homenagem, uma singela e simples declaração para aquele que tantas vezes me ajudou, que tantas outra me agüentou...

Vamos ao que interessa:

E lá se vai mais um ano ao lado dessa pessoa que eu tanto amo. Que tanto pega no meu pé, muitas vezes me irrita, mas que acima de tudo, me cativa e me faz sorrir. Alex, eu te amo muito, apesar das brigas, das minhas próprias complicações nunca se esqueça disso! E que 2008 seja tão maravilhoso para gente como 2007, e que cada vez mais aprendamos a conviver, a respeitar nossas diferenças e, que cresçamos juntos. Que sigamos juntos nos caminhos que escolhemos sempre! E que 2008 nos traga ainda mais amor, carinho, companheirismo, confiança e paixão! Te amo, meu anjo!
Que esse ano que se aproxima traga mais conquistas para nós, como casal, como profissionais, como amigos, como amantes!
Você sabe que eu te amo, sabe o quanto torço por você (afinal, quero uma marido rico huauha), e eu sei que cada vez mais festas aparecerão, que a Batida Zero se tornará uma empresa conhecida e reconhecida, e que você vai tocar em Ibiza (Não em 2008, não se anime! rs).
Vida, eu te amo! Te amo demais e não sei mais como te mostrar isso aqui! Então, beijos e feliz 2008 para nós!

"As palavras são concretas demais para definir o abstrato amor!"

sábado, 22 de dezembro de 2007

“O tempo não pára...”

Não mesmo, Cazuza! Não só não pára como passa a cada ano mais rápido! Parece que foi mês passado que eu estava chorando no Ano Novo, mas já faz quase 12 meses!
Será que quanto mais velha eu fico mais rápido o tempo passa? Se for daqui uns 5 anos o ano vai passar como um dia... Já não basta a vida ser curta, tem que ser também rápida?
Bom, não é hora de discutir com a vida, mas de conversar com ela...parar, sentar e refletir sobre o que passou, sobre o que virá. Corrigir os erros, continuar com os acertos, mudar o que não se gosta. Não vou definir metas (não as cumpriria mesmo), só vou pensar em tudo que foi, mais uma vez digerir o aprendizado...que esse ano foi muito.
Muita coisa mudou, muito está mudando, eu mudei, as pessoas mudaram, sumiram, eu sumi. Acho que esse foi o primeiro ano de uma vida de verdade. Bom, eu quero é mais!
Vou aproveitar esse final de ano para por de lado o relógio, esquecer as horas e, simplesmente, VIVER!



Citando [e adaptando] um ator que não lembro o nome:

“Para você que está bem que o Natal seja muito feliz e o que 2008 continue trazendo coisas boas! Para você que está mal, passando por uma fase difícil, lembre-se que essa época é um recomeço, hora de terminar o ano e também o que não foi bom e começar tudo de novo. Que 2008 traga coisas novas e muita felicidade!”



E um texto que na passagem de 2005/ 2006 já postei em outro blog meu, mas continua sendo um texto mais que perfeito!


Ano Novo - não sei o nome original

Carlos Drummond de Andrade

Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança,
fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano
se cansar e entregar os pontos.

Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez,
com outro número e outra vontade de acreditar
que daqui pra diante vai ser diferente.

Para você,
Desejo o sonho realizado.
O amor esperado.
A esperança renovada.

Para você,
Desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir.

Para você neste novo ano,
Desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
Que sua família esteja mais unida,
Que sua vida seja mais bem vivida.

Gostaria de lhe desejar tantas coisas...
Mas nada seria suficiente...

Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.
Desejos grandes... e que eles possam te mover a cada minuto,
ao rumo da sua FELICIDADE !!! ?





Faço das palavras de Drummond as minhas (quem me dera fossem!) e esses são meus desejos para todos os que aqui passarem – e que não passarem também!!
E lá vou eu agora: fazer unha, depilação, sobrancelha e essas coisas de mulherzinha!

Beijos e até o ano que vem!

PS: Desculpem o post mal escrito!

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Liberte-se! Pense...

Hoje vim com essa frase da cabeça no ônibus de volta para casa.
Quantas vezes você já se sentiu preso por uma maneira de pensar, por um conceito tão firmemente formado em sua cabeça que não conseguia ver outras possibilidades, não havia nem mesmo uma cogitação de outras hipóteses. Muitas vezes? Algumas? Sempre?
Nesse momento poderia dizer para você mesmo se tem algum conceito assim ai? Seja um conceito religioso, político, social, pessoal...qualquer tipo de conceito. Eu sempre topo com esses tipos de conceitos em mim, só percebo quando paro e penso:

“Calma, quem foi que disse que é assim? Por que é assim? Desde quando? Por que nunca pensei de outra maneira?”.

Acho que o mais recente foi sobre magia, conversando com uma amiga sobre a representação dos quatro elementos, ela me perguntou:

“Por que o sal é Terra, ele não vem da água?”.

Então, essa que vos fala, parou, pensou e disse

"Putz, é mesmo! Por que?”.

Corri então para o Deus Supremo da Informação: Google. Descobri que é assim porque a terra é feita basicamente de sais minerais. Simples, não? E eu não sabia, mas sempre disse que o sal representava a Terra.
Fico aqui pensando, quantas coisas perdemos de saber por comodidade, pelo costume de aceitar tudo pronto, por, até mesmo por achar, inconscientemente, que está certo e pronto. Imagine, quantos conceitos errados estão impregnados em nós por esses mesmos motivos! Para mim é, de certa forma, assustador isso. Sinto-me estúpida, como um cavalo que só vê o que está à frente, uma linha reta sem sentido! Eu quero mais, quero a panorâmica! E você? Enxerga todo o quadro?!

------------------------------------------------------------

Só hoje descobri que o Blogger não tem resposta ao comentário (se tem não achei!) - Alguém sabe como posso mudar isso? Só com o Haloscan msm?
Por isso vou responder ao comentários aqui, no post mesmo!

Batida Zero (Alex!): É isso mesmo, vida. 'Neném' e tantas outras palavras que não sabemos o significado real! - Para quem não sabe 'neném' é 'sujo' em tupi-guarani...uhum, isso mesmo, quando você chamava aquela coisinha fofo de neném, estava na verdade, chamando de sujo!

Gioconda: São mágicos mesmo, incomodam um pouco, mas o saber liberta! rs Bjs

*Lusinha*: Acho que abrir a cabeça sempre ajuda, em todas as situações, mas nem sempre é fácil! Bjs

Vitória Hellsing: O problema é quando não percebemos que estamos acomodados!

Carol_0205: Verdade! Saber parece um vício! E cada detalhe novo é uma dose a mais, que nos obriga a sempre querer mais, saber mais! Depois que se está nisso, mesmo que se queira, é difícil, se não impossível, ignorar! Bjos

Tathiana: Se você tem consciência disso é porque já está livre para pensar rsrs!! Bjos!

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Dádivas de ser pobre...


Moro em uma cidade e estudo em outra, todo dia encaro 1 hora e meia de viagem de ônibus e outra de volta. Não sou a única que faço isso, e tem gente que ainda trabalha! Mas a questão não é essa...
Hoje quase chegando na cidade que estudo, começou a chover. Uma chuva fina, calma, um pouco mais que um sereno. Quando chegou no centro da cidade é que começou a descer água mesmo, um pouco menos que uma tempestade! Chuva com vento e tal.
Na hora de descer no meu ponto, a chuva continuava feia! Esqueci a sombrinha que [quase] sempre levo, e tava com meu all star com sistema de ventilação (sim, um enorme furo no calcanhar!). Ainda bem que tinha uma conhecida com boas intenções e uma sombrinha – que protegeu [quase] toda a região superior do meu corpo!
E para sair do ponto? As ruas estavam com poças com uns 10 cm de água. Não é muito, mas quando se está com um all star com a ventilação isso é muito!
Conseguimos passar pela primeira fase! Mas percebemos que o vento, em várias direções, e as poças não iam ajudar muito, e claro que havia o risco das pessoas mais afortunadas (com carro) passassem e nos molhassem. Decidimos eu, a alma boa com sombrinha e uma outra companheira de aventuras que era melhor esperar um pouco, era cedo para aula mesmo!
E claro que na espera, demos boas gargalhadas! Rumo a faculdade novamente, com mais gargalhadas! Chegando na sala, mais gargalhada e uma prova ‘suave’ de Teoria da Comunicação, que tentei adiar declarando calamidade pública e roupas [e all stars] molhadas [os]!
Meu moletom ficou encharcado, meu pé nem se fala, meu jeans parecia manchado do joelho para baixo (E como jeans pesa!). Os óculos tirei para parar de ouvir o ‘crássico’: “Não tem pára-brisa, não?”. Nem pára-chuva, querido! Infelizmente.
E o que ser pobre tem a ver com tudo isso?
Simples! Se eu fosse rica não andaria de ônibus, nunca tomaria chuva, logo não emprestaria sombrinha! E me digam, como é que eu ia dar risada dessas coisas? Onde que ficariam as [des]aventuras da vida?
Ah, e se eu fosse rica não teria um all star furado que se encheria de água e me deixaria sentindo Jesus Cristo, andando sobre águas! Fazia splish splash a cada passo...
E o principal, não teria esse post...

OBS: Também não teria essa cólica que está começando agora!

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Eis eu aqui!

...digerindo a aprendizagem...


Mais uma vez depois de muito tempo, volto eu!

Estou de volta a casa de meus pais...(ou seria ainda minha casa? Já não sei...)
Triste, sim...com saudades da minha casa e do meu amor (Mas a gente se vira, né, vida?). Mas apesar dos pesares não acho que voltei a estaca zero, acho que fui e dei minha cara a tapa, e levei muito (alguns até literalmente!). Agora volto para cá para digerir esse ano todo de coisas novas, para ver se consigo fazer aquela coisa que chamam, como é mesmo? Crescer!
Foi tudo uma aprendizagem, e vou tentar usar essa lição da melhor maneira possível. E quem dá próxima vez eu saio daqui com experiência além da coragem, e ai sim, eu vou para ficar!

Acho que é isso, por enquanto! Agora vou mudar a cara do blog, para mais essa nova fase (essa mais de transição)...e parar de falar (muito) de mim por aqui!

Começando pela citação:

Antiga: "A diferença entre o veneno e o remédio é a dose" (Dito Popular)
Nova: "Em relação a nós próprios devemos ser 'insaciáveis na aprendizagem' e em relação aos outros, 'insaciáveis no ensino'." (Mao Tse Tung)

Sempre aprendendo e tentando ensinar!

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Tá, e agora?

É mais ou menos assim que eu me sinto por dentro!
Foto de Sebastião Salgado


Quanto tempo não passo por aqui, tanto que não sei por onde começar...

Ando tão confusa com tudo, tão confusa com a vida, com o sentido dela. Com o mundo e as pessoas...comigo mesmo....

Eu queria conseguir viver a vida sem pensar em porquê o faço, sem questionar tanto por que as coisas são como são.

Queria aceitar que as coisas só são...
Tanta coisa aconteceu desde a última vez, vou fazer uma lista breve, depois entro em mais detalhes de alguns tópicos.

- Saí da loja. Não, não fui mandada embora...mudei de serviço, sai por que quis, e sai com boas recomendações.

- Estou cuidando da minha afilhada até conseguir algo melhor. Não é um serviço oficial, mas está melhor do que era na loja e tecnicamente o salário é o mesmo.

- Fiz uma entrevista de emprego em uma agência de publicidade, não consegui, mas foi muito bom falar com o povo da área!

- Hoje fiz uma "entrevista" para um estágio de marketing, e fiquei meio puta com a tal da entrevista. A moça fez eu sair da minha casa e me dirigir até o local para perguntar se eu sabia de computador e a onde eu já tinha trabalhado (No currículo estão meus serviços e meu curso de informática!). E ela não perguntou mais nada, acho que só queria ver minha cara! Disse que tinha mais duas selecionadas e que retorna segunda ou terça. Sinceramente, acho falta de consideração!

- O Alex (meu amor) criou uma empresa de Eventos (Batida Zero), e começou bem! Está indo tocar em umas festas e já comprou bastante coisa! E claro que eu vou junto, por que não vou deixar meu namorado sozinho em balada nunca! (Ciumenta, eu?)

- As aulas da faculdade voltaram. Estou tendo aulas de fotografia! E não tenho aulas as sextas...aff...revoltada com isso, mas em outro post explico melhor...

Acho que esse é um resumão do que tem acontecido. Fora os problemas com a mulher que me aluga a casa, que acha que eu sou trouxa! Mas vou ver se agora consigo postar mais e deixar alguma alma que ainda queira passar por aqui a par dos acontecimentos!


Bom, vou indo! Vou ver se aqui da faculdade consigo passar no cantinho de todo mundo!


Beijos e até outro post que espero que não demore muito!

sexta-feira, 29 de junho de 2007

Mudando mais e mais...


Cada dia mais, cada momento mais...

Cada hora que eu paro e penso vejo que estou mudando mais um pouquinho...espero que seja para melhor.

Agora a mudança principal (que eu estou percebendo) é no campo espiritual "O felino vem embora e o ser de contrastes vem a tona"...como se eu já não fosse cheia de contrastes demais! Rs...mas não estou achando ruim não, gostei bastante...vou sentir falta dela, mas já adoro ele!

Ninguém tá entendendo? Acho que tem coisas que é melhor deixar assim...


------------------------


O trabalho vai indo bem, recebi elogios dos clientes e parabéns da chefia (será que eu fiquei feliz! rs)...também levei alguns xingos (do outro chefe...são dois), mas tudo bem...todo mundo tem deslizes...


Férias da facu! Graças aos Deuses passei em todos as matérias!


Bom é isso...só para informar mesmo! Vou ver se agora consigo postar mais!


Beijos e obrigada pela torcida de todos!

domingo, 3 de junho de 2007

Desabrochando


Trabalho, almoço, trabalho, faculdade, limpar MINHA casa e um pouquinho de Alex no meio disso tudo.
É assim que minha rotina tem sido nos últimos dias: puxada, cansativa e recompensadora. Afinal, do que que eu posso reclamar? Fui eu que quis isso, e apesar de não ser fácil é gostoso me sentir crescendo, aprendendo, vivendo...
Já bateu o desespero, a sensação de que eu não ia agüentar...mas o Alex do lado me dizendo o quanto tava orgulhoso me ajudou muito, conseguir resolver a questão da casa (sim, morando sozinha) também foi um alívio.
E agora aqui estou eu...morando sozinha, estudando e trabalhando...é sim, estou orgulhosa de mim também. Ainda tenho medo de não suportar, medo de ter dado um passo maior que a perna...vai ser um tombo daqueles, mas não adianta ficar pensando nisso, tenho que fazer o máximo, eu sei que se conseguir vai ser uma experiência maravilhosa (já está sendo) e que vai me dar auto-confiança, que vai me ajudar muito mais para frente...por isso vou até o final dela, tentando extrair o máximo de aprendizagem possível
Bom, como vocês perceberam consegui uma casa (com ajuda dos meus pais claro) e agora to tentando manter tudo isso!
Só tenho a agradecer ao meu pai, meus tios e minha prima e claro, meu namorado. Sem eles eu não ia agüentar mesmo, e já estão colocados na minha lista de dívidas eternas.
Ahh, vou ser madrinha da filha da minha prima, é a bebê mais fofa e linda que eu já vi! Quando der eu posto fotos dela!
Bom, é isso...tenho que ir, tempo cada vez mais curto! Durante a semana vou tentar passar no blog de todo mundo.

Até!

PS: Atualizei a citação! A antiga era "Tudo é uma loucura ou sonho no começo. Nada do que o homem fez no mundo teve início de outra maneira - mas já tantos sonhos se realizaram que não temos o direito de duvidar de nenhum" Monteiro Lobato


Vontade de criar!

domingo, 13 de maio de 2007

Uma a menos na estátista de desemprego


Sim, sim! Empregada...( ha mais de uma semana) contrato de um ano! E um salário de 350, não é muito... mas dá para eu me virar com ajuda dos meus pais!
Desculpem a demora em trazer notícias, realmente, sem tempo. Esse post vai ser, provavelmente, publicado pelo Alex, meu namorado...porque daqui da faculdade (Escrevendo daqui) não consigo logar.
Agora a correria está sendo atrás de casa, tô ficando

p.s. by namorado da rô: p/ quem num conheçe essa imagem isso na verdade é um quadro, quer dizer é o quadro mais caro jah vendido no mundo, é de Jackson Pollock, chama-se The Number Five e foi vendido por 140 milhões de doletas

domingo, 29 de abril de 2007

Independência financeira...

E como eu imaginei todas as várias idéias da minha cabeça não vão poder sair dela, pelo menos por um tempo...mas é por um bom motivo!
Consegui uma oportunidade de emprego, fiquei essa semana de experiência e acho que amanhã talvez consiga fechar contrato. Mas vai depender do salário que eles me oferecerem (se oferecerem, né...), porque como não é na cidade que meus pais moram para mim não vai valer a pena se eu não conseguir me manter (Aluguel, comida, roupa...); então preciso pelo menos de uma salário mínimo, espero que me ofereçam isso!
Se conseguir mesmo vou ficar completamente sem tempo: trabalhando durante o dia, estudando a noite e aproveitando as pequenas folgas para os trabalhos da faculdade.

Post mais informativo que qualquer outra coisa, e por favor, torçam por
mim!!
E no próximo eu conto a história do meu segundo dia de experiência no
serviço e a cliente louca que eu tive que atender.
É isso...

Beijos

quinta-feira, 19 de abril de 2007

Sonho "estadounidense"

Clique na imagem para saber mais
Antes que os "pró-estadosunidos" reclamem que eu sou só mais uma "anti-estadosunidos" que aproveita qualquer brecha para criticar a tão "amada nação norte-americana" deixo claro que sim, vou aproveitar, mas não é a nação que me incomoda, é o governo que se acha livre para fazer o que quiser, o nariz empinado dos governantes e a pré-potência dos mesmos. Nada tenho contra [a maioria] do povo deles, tenho mais problemas com alguns "pró-estodosunidos" do que com os estados-unidenses realmente. Explicada minha posição, vamos em frente.Os mesmos governantes que empinam o nariz e fazem cara de nojo para nós, pobres do 3º mundo, que se dizem os "Embaixadores da Paz", Senhores do Universo! Que enchem o peito para lembrar que são de um país desenvolvido, 1º mundo, herói de todo país emergente, sonho de consumo dos menos favorecidos, o país perfeito!Tão perfeito que pressiona tanto seus jovens a ponto de que eles querem matar pessoas, tão perfeito que comprar armas é tão simples que esses jovens matam outras pessoas.Agora, podem gritar "O último assassino não era americano!". Não, realmente não era, mas se mudou para os Eua há 15 anos, e de alguma forma a sociedade o pressionou de tal forma que ele fez o que fez. Não quero fazê-lo de vítima, dizer que não tem culpa, mas não é hora de procurar a raiz do problema, aliás, não era dos senhores perfeitinhos perceberem que há um problema!? Columbine (assassinos americanos) não foi trágico o suficiente para que já tivessem feito isso? E aos que reclamam que eu não devia perder tempo criticando os Estados Unidos da América, e devia me preocupar com o meu país que já tem milhares de problemas, eu respondo: talvez, talvez eu devesse me preocupar mais com o Brasil, mas se nós, como a maioria dos países emergentes - e não me orgulho nada disso - tentamos seguir os passos dos Eua, imitar o estilo de vida deles, imitar a sociedade americana, será que não estaríamos na verdade caminhando para as mesmas tragédias que acontecem por lá? Será que daqui a algum tempo, além de um crime mais organizado que a polícia, de policiais mal pagos e corruptos, de uma política suja e vergonhosa, traficantes em portas de escolas, coisas que os tão perfeitos Eua também conseguiram antes de nós. Não teremos também jovens sendo os protagonistas de histórias de sangue?Antes de tentarmos nos espelhar em alguém não seria melhor ver os problemas que seriam importados com isso? Nós vemos os erros deles e mesmo assim tentamos seguir um padrão de vida norte-americana, então, não estaríamos errando em dobro?Por que não seguimos nossos próprios passos, não fazemos nossos caminhos? Não tentamos por nós mesmos? Mesmo porque nossos problemas podem até ser em certos pontos parecidos com os deles, mas são diferentes, com causas e conseqüências diferentes. Desenvolvimento, crescimento é maravilhoso, mas de nada adianta se isso só acontecer em tecnologia e economia, o social tem que acompanhar. Se o povo evolui e cresce o crescimento do país é conseqüência, se o país cresce antes do povo os ricos ficam mais ricos e os pobres mais pobres.Vale a pena importar o sonho americano?

Respostas aos comentários:

Angra: É isso mesmo, acho que é a mania de sonhar com que está longe. Alguns idealizam e outros fazem ao contrário. Acho que é uma forma de pré-conceito!

O Anarquia: Não achei a música! Nem a letra dela! Tem certeza que o nome é esse!?

Márcia: Não só nossos jovens, como também de outros países...é triste!

Luisa: O bom do mundo é que cada um pode ter sua opinião, até discutir o assunto, e ninguém precisa concordar com ninguém. O problema que eu disse que tenho com alguns "pró-Eua" é o mesmo que tenho com tantas outras pessoas, o problema é a falta de respeito. Cada um com sua opinião e respeito...

quarta-feira, 18 de abril de 2007

E depois de muito (muito mesmo) apanhar desse "Novo Blogger" que eu só descobri que tinha mudado quando já tinha feito a conta e começado a fuçar, depois de procurar jeitos de personalizar meu blog achando que ia ser impossível sem conhecimento dessa linguagem que nem lembro qual é! Aqui estou eu! Com um blog parcialmente personalizado (Agradecimentos especiais ao Templates para Novo Blogger que além de disponibilizar vários templates permite e explica mudanças neles...ou seja estou aqui graças a eles!) voltando para o mundo bloggeiro - espero que agora eu consiga atualizar mais constatemente. Abandonei um blog que eu adorava (Vivendo e Aprendendo?) por não conseguir modificá-lo - de tanto que eu gostava não consegui mudar o layout - e criei esse aqui!
Blog novo é sempre uma beleza, a gente fica com milhões de idéia na cabeça, centenas de "projetos de post", mas na hora mesmo some tudo! De qualquer forma estou otimista o que podem ver pela citação ai do lado! Espero que esse sonho se torne realidade!
E o primeiro post vai ficando por aqui...se alguém passar comente! Me diga o que achou dde tudo o que podia melhorar, o que podia ter e se possível, como arrumar o tamanho do título ali do lado! Risos...
É isso...fui!