segunda-feira, 15 de junho de 2009

Luz, sombra e a expressão


(dica de imagem da Lizzie. Brigada, moça! =])



Meus olhos transitam entre a luz e a sombra, passeiam por entre a grama sempre aparada, correm atrás do lagarto que fugiu com a passada apressada. Olhos tão arredios a luz, a buscam. Tão acostumados a se perder enquanto a mente busca conteúdo, aproveitam para se achar e buscar a forma, pensando de quais ângulos a imagem ficaria melhor, que luz mereceria um clique. E a mente, traça essas linhas, que quando realmente forem riscadas mudaram de rumo e se perderão, pouco importa, a expressão é combustível e ao mesmo tempo é escape.
Os pés sabem por onde ir, não faz tanto tempo que traçam essas mesmas pegadas, mas seguem como se já conhecem as calçadas nobres de belas flores. A pressa, já corriqueira, se torna companheira e, já não atrapalha tanto assim. Já pode ser ligada a busca incessante pelo forma.
Nesse jogo de pega-pega entre luz e sombra meus olhos se deliciam com as formas e se enriquecem com esse conteúdo. Quer unir tudo e jogar em um liquidificador, beber dessa fonte, sugar cada gota, sedentos de inspiração.
Foi nessa brincadeira que percebi, que não importa quantas palavras o bom-entendedor precise, nem o valor de uma imagem, o que conta nessa hora não é a necessidade de quem ouve, mas sim a de quem fala. É a necessidade de expressar que me obriga a buscar formas e meios de gritar o que se passa aqui, sem me preocupar se quem me lê entende, de quem vê, enxerga, de quem me ouve percebe esse turbilhão dentro de mim, que voltiemeia se acalma, mas que cada vez que volta traz mais força...
Continuo meu caminho, assistindo a brincadeira da luz e da sombra, transitando entre a forma e o conteúdo, buscando o meio que satisfará a minha necessidade de expressão.

(já que meus cliques são sempre imaginários, mais tarde busco uma imagem para ilustrar e expressar mais esse grito)

2 comentários:

Lizzie disse...

E expressão é sempre uma das nossas maiores necessidades.

Rô, esse post é de uma identidade incrível, porque imprimiu você todinha nele. É a característica em geral das pessoas intensas.

Fico feliz que seus pés saibam pra onde ir.

Beijocas

PS: O Doces Deletérios agora está com posts todos os dias, às vezes mais de uma vez por dia. E por isso, talvez você estranhe quando entrar lá... Até eu estranho às vezes! Rs

Lizzie disse...

Ro,
Vim conferir se você já havia atualizado. Aí me lembrei que você estava procurando imagem para ilustrar o post, né?

Me lembrei dessa aqui: http://www.meionorte.com/imagens/COL218-20080913114428.jpg

Parece realmente um grito interno.
Beijocas