segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Pseudos Sorrisos

Não mexeu um músculo sequer, apenas prendeu a respiração e sorriu, imóvel. Foi singelo, tímido, mas ainda assim um sorriso, não daqueles que iluminam e preenchem a face, mas sim um sútil brilho nos olhos.
Com força soltou a respiração e relaxou os braços, mas manteve os olhos brilhantes de sorriso e, sem perceber, arcou os lábios. Sem mostrar os dentes, os lábios acompanharam os olhos. O sorriso aumentou, sem ainda ser um grande sorriso.
Preencheu os pulmões de ar mais uma vez e, dessa vez, lentamente soltou o ar.
2010 ia ser um ano bom. Um ano difícil, mas bom.

2 comentários:

Camilla disse...

Que seja difícil, mas que valha a pena. Que sorrisos venham aos montes e bem verdadeiros. Que não seja bom, mas que seja ótimo!

Feliz 2010, Rô.
Muitas crianções pra todos nós.

Beijos! ^^

Carol Rodrigues disse...

Existem pessoas que precisam reaprender a sorrir.
Não é mesmo?

Que 2010 não seja difícil, apenas bom =)

(quanto tempo heim?)
bjos