sexta-feira, 18 de setembro de 2009

O Retorno

Sorriu sorrisos falsos quando o sangue voltou a escorrer manchando a página. As lágrimas voltaram a se esconder de medo da maldição. Abriu os lábios, saiu um suspiro, filho bastardo do grito que se calou. Durante um tempo acreditou veementemente que a morte tinha fugido de sua caneta, aproveitou aquela fase longe do rubro líquido.

Mas tinha voltado.

0 comentários: